Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

No verão todo mundo quer ficar mais ao ar livre !!! Temos que caprichar na área externa e aí vai algumas dicas, tipo ninho da revista casa e jardim e algumas fotos de um site australiano. Os australianos decoram bem a parte externa da casa, pois eles tem a temperatura e o clima bem parecido com o nosso! a tendência é também ficar mais na área externa!!














Continuação-Fitinha do Nosso Senhor do Bom Fim!! As fitinhas estão na moda no USA e Europa .. Queria entender o porque disto tudo. Dizem os jornais que se espalhou pelo boca-boca e está na moda enrolar no braço colocar em bolsas e amarrar nas malas.....fazer vestidos, cadeiras.... Assim como as havaianas!! nossas coisas estão na moda!!!! O nosso povo é bem criativo!!!









A história das fitinhas do Nosso Senhor do Bom Fim (Bahía) dicionário Wikipédia


== História ==
A fita original foi criada em [[1809]], tendo desaparecido no início da [[década de 1950]]. Conhecida como ''medida do Bonfim'', o seu nome devia-se ao fato de que media exatos 47 [[centímetro]]s de [[comprimento]], a medida do [[braço]] direito da [[estátua]] de [[Jesus Cristo]], [[Senhor do Bonfim]], postada no [[altar]]-mor da [[igreja]] mais famosa da Bahia. A imagem foi esculpida em [[Setúbal]], em [[Portugal]], no [[século XVIII]]. A "''medida''" era confeccionada em [[seda]], com o desenho e o nome do santo [[bordado]]s à mão e o acabamento feito em tinta dourada ou prateada. Era usada no [[pescoço]] como um [[colar]], no qual se penduravam [[medalha]]s e santinhos, funcionando como uma moeda de troca: ao pagar uma promessa, o fiel carregava uma foto ou uma pequena escultura de [[cera]] representando a parte do corpo curada com o auxílio do santo ([[ex-voto]]). Como lembrança, adquiria uma dessas fitas, simbolizando a própria igreja.

Não se sabe quando a transição para a atual fita, de [[pulso]], ocorreu, sendo fato que em meados da [[década de 1960]] a nova fita já era comercializada nas ruas de [[Salvador (Bahia)|Salvador]], quando foi adotada pelos [[hippies]] baianos como parte de sua indumentária.

Alguns atribuem a criação da fita a [[Manuel Antônio da Silva Serva]].

Colorido


Vendida em diversas cores, a Fita do Senhor do Bonfim possui um lado que poucos conhecem: cada cor simboliza um Orixá. Verde escuro para Oxossi, azul claro para Iemanjá, Amarelo para Oxum… Seja qual for a cor, a fita possui uma representação simbólica, estética e espiritual típicas das raízes africanas da Bahia.


Os três pedidos


Na tradição popular, a fita do Senhor do Bonfim é enrolada no punho e fixada com três nós. A cada nó precede um pedido, realizado mentalmente, e que deve ser mantido em segredo até a fita se romper por desgaste natural.